A Comerc produziu um levantamento com as dez principais usinas hidroelétricas do país, distribuídas nos estados de Rondônia, Tocantins, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Paraná. Essas usinas representam 27 GW dos 134 GW de potência instalada no país.

Fonte: Aneel

Fonte: Aneel

O comparativo abaixo mostra o armazenamento em casa usina em fevereiro de 2001 em relação ao mesmo mês em 2014 e 2015. Algumas usinas, como Santo Antônio e Jirau, não existiam em 2001; e o dado para Itaipu estava indisponível.

Fonte: ONS

Fonte: ONS

Segundo o gráfico acima, o nível dos reservatórios das usinas em fevereiro de 2015 encontra-se em patamares menores do que em 2001, ano do apagão. A usina de Ilha Solteira, no estado de São Paulo, apresenta, em 2015, um nível de reservatório de 0% – é o nível mais crítico das usinas analisadas. Ou seja, sua capacidade de geração de 3.444 MW de energia está sendo produzida a partir da chuva que cai na região, portanto, a fio d’água. Em fevereiro de 2015, a usina gerou 33% da sua potência total. A usina de emborcação também apresenta geração inferior à sua potência total: dos 1.192 mW de potência, gerou 252 MW médios em fevereiro.
O estudo subsidiou a reportagem “A matemática do apagão”, veiculada na Revista Veja (edição 2414, de 25/02/2015) e disponível no Acervo Digital da publicação:

http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx

Fonte: Revista Veja

Fonte: Revista Veja

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável