O Índice Setorial Comerc revela que, em agosto de 2015, o consumo de energia no mercado livre registrou queda de -1,02% em relação ao mês anterior. No comparativo anual, o consumo de energia caiu -2,97% em relação a agosto de 2014. Importante observar que o mês de agosto de 2015 teve dois dias úteis a menos do que o precedente, julho de 2015, o que pode explicar o saldo negativo no consumo de energia no comparativo mensal. Por outro lado, na base comparativa anual, os meses de agosto de 2015 e 2014 tiveram o mesmo número de dias úteis – portanto, o índice negativo revela um menor patamar de consumo de energia no mercado livre em agosto de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior, uma vez que não há influência do número de dias úteis ou de sazonalidades.

No comparativo anual do Índice Comerc, o consumo de energia caiu -2,97% em agosto de 2015 em relação ao mesmo mês do ano passado. O dado está alinhado aos resultados de consumo de energia divulgados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Segundo o órgão, dados de medição coletados entre os dias 1º e 31 de agosto revelam uma redução no consumo de energia (-1,1%) em comparação ao mesmo mês de 2014. Segundo a CCEE, a queda do consumo no mercado livre foi 3,3% menor no período avaliado.

Fonte: Estudos Comerc

Fonte: Estudos Comerc

Observando-se o histórico do consumo de energia ano a ano (abaixo), em que a influência de possíveis sazonalidades é reduzida, o consumo de energia em 2015 segue abaixo dos patamares de 2014. Em agosto, registrou-se a oitava queda consecutiva do consumo de energia no mercado livre, com -2,97%. A queda contínua está relacionada à menor demanda industrial, devido ao desaquecimento da economia.

Fonte: Estudos Comerc

Fonte: Estudos Comerc

Comparativo setorial

No comparativo setorial mensal, destaque para o setor de Papel e Celulose, que aumentou em 3,20% o seu consumo de energia em relação a julho deste ano, seguido do de Comércio e Varejo (2,12%). As maiores quedas do consumo de energia foram nos setores Têxtil, Couro e Vestuário (-3,86%), Alimentos (-2,95%) e Siderurgia e Metalurgia (-2,55%).

No comparativo anual, em que os efeitos da sazonalidade são reduzidos, somente os setores de Papel e Celulose e Comércio e Varejo apresentaram aumento do consumo de energia em agosto deste ano em relação ao mesmo período de 2014, com altas de 3,66% e 2,56%, respectivamente. Os dois setores também se destacaram positivamente no comparativo mensal, ressaltando que, neste caso, agosto teve dois dias úteis a menos do que julho de 2015. Por outro lado, o setor de Veículos e Autopeças apresentou outra queda bastante expressiva, reduzindo em -13,26% o seu consumo de energia em relação a agosto de 2014, seguido do de Material de Construção Civil (-10,69%) e Siderurgia e Metalurgia (-8,06%). Interessante observar que, segundo o boletim Info Mercado, da CCEE, referente a agosto de 2015, os setores com maior retração no consumo de energia no mercado livre foram os de Veículos (-16%), Têxteis (-14%) e Saneamento (-11%).

Fonte: Estudos Comerc

Fonte: Estudos Comerc

Fonte: Estudos Comerc

Fonte: Estudos Comerc

 

 

 

 

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável