compartilhar

A Sou Vagalume irá promover o acesso à ‘assinatura digital’ de geração solar distribuída.

A Comerc Energia e a gestora de fundos Perfin acabam de lançar uma joint venture chamada Sou Vagalume. Trata-se de uma plataforma digital que irá fornecer energia solar distribuída a pequenos e médios consumidores, que não preenchem os requisitos mínimos para migrar para o mercado livre de energia elétrica ou não têm capital inicial para a instalação de placas solares próprias.

Inicialmente, a atuação da nova empresa ficará concentrada em Minas Gerais, já que a Mori Energia, controlada pelo fundo Perfin, tem uma carteira de ativos à disposição e investiu mais de R$ 750 milhões em 34 plantas solares.

Parte desses ativos entrará para o portfólio da Sou Vagalume. Eles serão compartilhados com os novos consumidores por meio da infraestrutura virtual desenvolvida pela DOC88, unidade de tecnologia da Comerc.

A meta é compartilhar os empreendimentos de geração solar fotovoltaica com mais de 150 mil consumidores de Minas Gerais já mapeados. O prazo para chegar a essa carteira de clientes é de até três anos.

Além de atuar em Minas Gerais, a Sou Vagalume pretende expandir suas operações para outros estados. Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo estão no horizonte.

 

Energia mais barata por meio de geração distribuída

Quando se fala em geração distribuída, sistema escolhido pela Sou Vagalume, o consumidor de energia elétrica pode se enquadrar em três modelos: na geração de energia local, por meio de placas solares instaladas em um telhado, por exemplo; no autoconsumo remoto, que é quando a geração desse consumidor está em outro endereço, dentro da mesma área de concessão; ou na geração compartilhada remota – quando vários consumidores se unem por meio de consórcios ou cooperativas.

O foco da Sou Vagalume está na geração compartilhada remota. De acordo com a análise feita pelos dois sócios da nova empresa, Comerc e Perfin, nesse sistema há uma margem maior a ser capturada.

A energia dos empreendimentos alocados na plataforma digital será totalmente injetada na rede e transformada em desconto na conta de luz dos consumidores que se associarem aos consórcios, no caso de pessoas jurídicas, ou a cooperativas, quando se tratar de pessoa física.

De acordo com cálculos da nova empresa, será possível baratear em até 20% a conta de luz de clientes comerciais. Para consumidores residenciais, o desconto sobre a tarifa cobrada pela distribuidora está estimado em até 12%. A economia deve ficar em até 14% no caso de produtores rurais.

Por meio da plataforma virtual desenvolvida pela DOC88, os consumidores podem simular o desconto de acordo com o gasto mensal médio de energia, e optar por um dos planos oferecidos, que partem de 12 meses de adesão e vão até 60 meses.

No período de adesão, o consumidor vai se associar ao consórcio ou a cooperativas, com direito a uma "cota" de acordo com seu valor de consumo. Em contrapartida, a Sou Vagalume fica com uma parcela do benefício obtido, ou seja, do valor economizado na tarifa. Dessa forma, a empresa estará remunerando o investimento feito.

A assinatura do contrato é digital, por meio da plataforma da joint venture, o que simplifica as adesões.

Possui residência ou negócio em Minas Gerais e se interessou pela assinatura solar? Acesse www.souvagalume.com.br e entenda como você pode reduzir seus custos com energia de forma rápida e 100%digital.