A partir de 2015, passou a valer o Sistema de Bandeiras Tarifárias, e as contas de energia dos consumidores cativos passaram a apresentar três bandeiras, verde, amarela e vermelha, que indicam se a energia está mais cara ou mais barata, de acordo com as condições de geração da eletricidade.

Desde o início do ano,  a bandeira permanece na cor vermelha em dezembro, indicando condições menos favoráveis, ou seja, o custo de geração de energia está elevado.

Neste cenário, a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,045 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Fonte: ANEEL

Fonte: ANEEL

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável