A autoprodu√ß√£o n√£o √© uma novidade, mas vem ganhando destaque nos √ļltimos anos. Conhe√ßa as vantagens dessa modalidade de gera√ß√£o!

No Mercado Livre de Energia é possível encontrar diversas formas de otimizar seus custos com energia, aproveitando de um ambiente flexível que permite somar economia e sustentabilidade.

Pois, então, imagine poder produzir e consumir sua própria energia, de forma que a sua demanda não dependa mais de outros geradores e distribuidores?

Parece sonho, não é? Mas essa modalidade de abastecimento está se tornando cada vez mais presente na gestão de recursos de empresas e residências.

Pode parecer uma possibilidade distante, mas o desenvolvimento de tecnologias e pesquisas dentro da área vem trazendo ótimos caminhos para tornar a autoprodução de energia uma alternativa fácil e vantajosa para os consumidores.

 

Como acontece a modalidade da autoprodu√ß√£o? √Č poss√≠vel conciliar com o mercado livre de energia?

Se o tema te interessou, saiba que o primeiro passo é se tornar um consumidor do mercado livre de energia. Só assim você poderá receber autorização para investir em autogeração, com fontes de energia limpa e sem acréscimo de encargos.

O modelo de autoprodução de energia promove as fontes de energia limpa, como a solar, eólica, biomassa e hídrica, por exemplo, e supre o abastecimento da empresa, sem que ela precise acionar outros geradores.

Atualmente, existem duas possibilidades para colocar essa estratégia de produção em andamento: autoprodução contínua e autoprodução remota.

A primeira remete a produção de energia no mesmo lugar de onde ela será consumida, in situ.

Podemos dizer que, em um mesmo terreno, haverá uma instalação de geração de energia que irá fornecer este recurso para os estabelecimentos que estiverem no mesmo terreno.

Essa opção representa a maior parte dos autoprodutores, que dispensam o uso do sistema de distribuição para o transporte da energia ou do SIN (Sistema Interligado Nacional).

Já a segunda possibilidade, remota, considera a construção do gerador em outro espaço, o que implica na utilização da rede de distribuição (SIN) e no pagamento dos encargos provenientes.

autoprodução-de-energia

Deseja saber mais sobre a√ß√Ķes sustent√°veis? Aproveite para se inscrever em nossa Newsletter e receba materiais exclusivos!

Banners-Newsletter_2

 

Quem pode aderir à Autoprodução e quais são as fontes de energia utilizadas na autoprodução?

A autoprodução de energia é um modelo que atende o desenvolvimento sustentável e trouxe para os consumidores vantagens interessantes quando se analisa o quadro geral de gestão da eletricidade.

Para que isso ocorra de forma regulada, a aquisição ou construção de uma usina geradora deve ocorrer dentro do mercado livre de energia, também conhecido como Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Ao se tornar um cliente do mercado livre, além da redução de custos e da previsibilidade dos gastos, que já são vantagens presentes neste mercado, você poderá investir na autoprodução e garantir a autossuficiência energética.

Aqueles que optam por mudar para sistemas de produ√ß√£o pr√≥pria, usando energia renov√°vel, reduzem a aplica√ß√£o de encargos em determinados setores e ainda geram cr√©ditos para compensa√ß√Ķes futuras.

Nesse cen√°rio, √© poss√≠vel adquirir energia de fontes limpas, reduzindo assim as emiss√Ķes de gases de efeito estufa, ponto bastante atrativo para os investidores.

A energia solar é a fonte que mais se destaca e movimenta o setor. Apesar do alto custo de instalação, a manutenção e as novas tecnologias já caminham para um barateamento.

√Č cada vez mais comum encontrar placas fotovoltaicas instaladas em estabelecimentos que j√° deram in√≠cio ao processo de autoprodu√ß√£o. Voc√™ j√° viu essas placas em algum lugar? As vantagens com certeza superam os pontos negativos.

Outras fontes possíveis para a autogeração são a eólica e a biomassa, que tiveram aumento da oferta com a expansão dentro do mercado livre.

>> Ouça o episódio do Comercast com nosso especialista Thierry Volpi falando sobre autoprodução no Mercado Livre:


Caso não seja de seu interesse migrar para o ACL ou se você ainda não possui os requisitos para realizar a migração, existe a possibilidade de investir na Geração Distribuída (GD), dentro do mercado cativo.

√Č uma forma de investir em autoprodu√ß√£o sem precisar ser uma grande consumidora de energia. A ideia √© basicamente a mesma da autoprodu√ß√£o, j√° que voc√™ consumir√° sua pr√≥pria energia, seja cont√≠nua ou remota.

A principal diferen√ßa √© que voc√™ continuar√° vinculado √† rede el√©trica p√ļblica e ao sistema de distribui√ß√£o, com diferentes pontos de gera√ß√£o interligados. Estes pontos normalmente ficam pr√≥ximos ou at√© no mesmo lugar de consumo.

Ambas as modalidades impulsionam o uso das fontes renováveis, o que é excelente para o desenvolvimento das cidades e qualidade de vida dos moradores.

>> Leia mais sobre geração de energia no blog Panorama.

Como faço para descobrir a solução mais adequada para a minha empresa?

gestor-de-energia

Antes de qualquer decis√£o, converse com quem sabe do assunto. Tire suas d√ļvidas e conte sobre sua empresa!

A Comerc Energia, junto com empresas especialistas no ramo, analisará a forma mais adequada de aderir à autoprodução de energia sem que isso prejudique seu negócio.

A Comerc Renew, antiga Mercury Renew, e a Comerc GD, antiga Mori Energia, s√£o √≥timas op√ß√Ķes para voc√™, que quer dar o primeiro passo para uma nova gest√£o!

Entre em contato com o nosso time e saiba como essa estratégia pode te ajudar a reduzir os custos com energia na sua empresa. Não perca tempo!

 

T√° esperando o qu√™? Entre em contato e saiba mais com quem entende do assunto! 

:

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável