Fonte: ANEEL Obs: 2015 é representado pelos valores do primeiro trimestre do ano.

Fonte: ANEEL
Obs: 2015 é representado pelos valores do primeiro trimestre do ano.

O gráfico traz a análise da capacidade instalada entre 2001 e 2015.

  • Em 2002 e 2004, houve o maior aumento na capacidade instalada, com 5.438 MW e 6.871 MW, respectivamente.
  • Entretanto, em números absolutos, 2014 foi o ano que registrou o maior acréscimo da potência instalada, com a adição ao SIN de 6.880 MW em comparação com 2013. Como pode ser visto no gráfico abaixo:
Fonte: ANEEL       Obs: 2015 é representado pelos valores do primeiro trimestre do ano.

Fonte: ANEEL
Obs: 2015 é representado pelos valores do primeiro trimestre do ano.

Na análise do primeiro semestre de 2015, por submercado e suas respectivas fontes, observa-se que o Sudeste tem mais do que o dobro da capacidade instalada em relação ao segundo maior submercado, o Nordeste – uma diferença de quase 34.000 MW.

A região Sudeste possui principalmente usinas hidrelétricas (UHE) e térmicas (UTE). Porém, o parque eólico do Nordeste é quase 200 vezes maior que o do Sudeste, com uma capacidade instalada de 4.568 MW contra 28 MW do Sudeste. O Sul é o terceiro maior submercado em capacidade de geração hidrelétrica, com 21.946 MW.

Fonte: ANEEL

Fonte: ANEEL

Na análise da capacidade instalada por Estado, São Paulo é a unidade federal com maior capacidade instalada, cerca de 22.400 MW, ou 16,5% da capacidade total do país, conforme demonstra o gráfico abaixo:

Fonte: ANEEL

Fonte: ANEEL Atualizado em: 1º trimestre de 2015

 

 

Como reduzir custos na sua empresa

Separamos 6 dicas para te ajudar com a economia de energia no final do mês.

Baixar ebook

Mais notícias sobre Energia Renovável