Migrei para o Mercado Livre de Energia. Quais são os processos de pagamento?

O Comerc Explica apresenta toda a rotina de pagamentos de um consumidor livre

Fazer parte do Mercado Livre de Energia proporciona uma economia na conta de energia, além de possuir muito mais previsibilidade no seu orçamento. Mas, para isso, é necessário cumprir pontualmente as obrigações financeiras de um consumidor livre para evitar que a sua empresa leve multas ou sofra outras penalidades. Por isso, é muito importante fazer o acompanhamento e ter atenção com toda a rotina de pagamento.

No mercado regulado, o consumidor paga o custo da energia, a tarifa de distribuição e os encargos setoriais, tudo em uma fatura só. Já no Mercado Livre, cada um desses itens tem uma cobrança separada, com data de vencimento, valores e emissores diferentes.

Além disso, existem outros pagamentos exclusivos desse mercado, como a remuneração da gestora de energia, como a Comerc, e uma contribuição Associativa para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que todo consumidor livre precisa pagar.

Como fazer cada pagamento

O custo da energia pode ser pago via boleto ou transferência bancária. Essa informação fica no contrato de compra de energia da empresa. Assim, você vai saber qual foi o modo de pagamento definido.

O custo da distribuição de energia é cobrado via boleto, neste caso é só pagar com o código de barras até a data de vencimento.

Caso a sua empresa opte pelos serviços de uma gestora de energia, como a Comerc, a remuneração é feita via boleto ou transferência bancária. Além disso, todo mês o consumidor receberá o boleto para realizar o pagamento da Contribuição Associativa da CCEE ou, se preferir, poderá programar o pagamento em débito automático.

Já para os pagamentos dos encargos setoriais, o processo é diferente. Todo consumidor livre é um agente cadastrado na CCEE, ou seja, é a CCEE também que recolhe os encargos da conta de energia. Para efetuar o pagamento, é necessário usar a conta bancária exclusiva que o consumidor abriu para a empresa no Banco Bradesco.

Um dos papeis de uma gestora de energia é amparar o cliente com as informações de valores e datas que deverão estar disponíveis para toda a rotina de pagamento do consumidor livre.

Depósitos que serão solicitados

O primeiro depósito solicitado será o Aporte de Garantia Financeira. É fundamental apresentar um valor como forma de garantia de pagamento, porém ele só vai acontecer alguns dias depois, quando acontece a Liquidação Financeira.

A Comerc envia aos seus clientes um e-mail relembrando a data da Liquidação Financeira do mês, informando o valor final de acordo com os cálculos realizados pela CCEE.

A cobrança do Encargo de Energia de Reserva (EER) é realizada apenas em alguns meses e, quando não tiver essa cobrança, a Comerc também informa por e-mail.

Você sabia que a sua empresa pode conter créditos para receber?

Quando um consumidor livre tem créditos a receber na conta do Bradesco, ele não precisa realizar o Aporte de Garantias e esse valor será abatido na Liquidação Financeira.

Mas para obter esses créditos, o consumidor depende das operações de compras e vendas de energia que a empresa fez durante aquele mês. Por isso, é sempre muito importante acompanhar o extrato da sua conta no banco Bradesco.

É importante que o consumidor fique atento a toda rotina para ficar livre das multas e penalidades, pois caso aconteça de perder as datas de pagamento, sua empresa está sujeita a ser desligada da CCEE.

Confira o vídeo do Comerc Explica e conheça mais:

1 thought on “Migrei para o Mercado Livre de Energia. Quais são os processos de pagamento?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome *